623239-1919
6299203-1700

Comodidades no apartamento: usando o design sustentável a seu favor

design sustentável: comodidades no apartamento

Que tal fazer um pequeno investimento em seu estilo de vida e um grande compromisso com o seu bem-estar? A nossa casa não tem que ser capa de revista, ela deve nos acolher, ser nosso lar e refúgio. Ter comodidades no apartamento não é mais um luxo, é sim uma necessidade.

Reunimos alguns dos arquitetos que arrasaram na MorarMais por Menos 2016 para explicar melhor como fazer e por onde começar a usar materiais alternativos na reforma ou construção da sua casa!

Confira o bate-papo com Luis Aurélio, Luiz Felipe e Ricardo Rodrigues Santiago sobre design sustentável e o uso de sobras de construção na decoração.

É possível montar uma decoração barata, fazendo reuso de materiais e sem a ajuda de um designer?

Luiz Aurélio e Luiz Felipe: Sim, é possível! Várias alternativas são criadas a partir da necessidade de reuso e do bolso de cada pessoa. Pode-se usar aros (rodas) metálicos para fazer muita decoração interna e externa, nesse caso usamos cerca de 18 deles para simular flores vermelhas e amarelas, presas em um muro, onde foi pintada uma grande “árvore” em tinta acrílica de parede.

A ideia veio de uma alusão ao amarelo do Ipê e ao vermelho do Flamboyant. Para fazer este trabalho foi usado tinta acrílica de piso/parede (R$40,00 o galão), tinta acrílica branca (cerca de 1/6 de um galão de 3,6l), 18 Aros de bicicletas, que são encontrados em qualquer oficina de concerto de bicicleta (R$ 3,00 cada), tinta esmalte sintético amarelo e vermelha (R$ cada latinha 900ml), parafusos e buchas 8mm (cerca de R$ 10,00 tudo);

Sustentabilidade para o planeta e para o bolso – conte com detalhes as peças e os materiais alternativos usados para a decoração na MorarMais 2016 que podem trazer comodidades no apartamento

Ricardo Rodrigues: O reaproveitamento de sobras de obra para a ambientação dos espaços é sempre bem vindo, é sinônimo de economia e torna o ambiente um espaço com personalidade.

O custo muitas das vezes é praticamente zero, pois esses materiais são descartados e encontrados nas caçambas de entulho ou nos canteiros de obra. Por exemplo, sobras de madeira ou pallets que servem de apoio aos sacos de cimento e caixas de revestimento cerâmico podem ser transformados em painéis.

Os designers Luiz Aurélio e Luiz Felipe transformaram o espaço da praça Morar Mais por Menos com ripas de descarte.

Comparado com uma peça decorativa de alto custo e uma feita com material reciclado, qual a diferença de preço e custo de produção?

Feita de reaproveitamento de vergalhão AÇO CA50 4.2mm, esta luminária foi idealizada em metal, de forma que tivesse resistência e aspecto de um balaio robusto. É perfeita para ficar num ambiente externo, como o jardim. Ela foi totalmente oxidada para ficar com a cor marrom, e para a parte interna foi usado um globo de poste de iluminação também descartado. A fonte luminosa é um refletor de LED de apenas 10W com a luz mais amarelada.

Quem antes era chamado de “ecochato”, agora pode se gabar por ser a frente de seu tempo. O uso de materiais alternativos na hora de construir ou reformar faz bem para o seu bolso e para o planeta, além de trazer comodidades no apartamento, é claro!

Comentários