623239-1919
6299203-1700

Desbrave a maravilhosa Gibiteca Jorge Braga.

Todo goianiense sabe o seu lugar preferido na cidade. Seja um bar, um restaurante, um shopping, todos os locais mais populares sempre são os favoritos de alguém. Mas você já parou para pensar nos lugares que você ainda não conhece dessa capital tão incrível que é Goiânia? A Bambuí vai mostrar alguns ainda desconhecidos por muitos e que valem a pena passar para dar uma conferida. A Gibiteca Jorge Braga é uma delas.

A Gibiteca foi inaugurada em 22 de setembro de 1994. Com mais de 20 anos, o lugar foi batizado com o nome de Jorge Braga em homenagem ao cartunista, que doou mais de três mil exemplares. Até dezembro de 1995, ela funcionou no Edifício Parthenon Center, no Centro da capital, mas o lugar ficou pequeno frente à grande procura e foi instalada no Centro Cultural Marieta Telles Machado, na Praça Cívica, em Goiânia.

 

Hoje, a Gibiteca possui acervo de 6 mil exemplares, dentre eles, alguns raros. É a única unidade do gênero em Goiás, e uma entre as cinco existentes no Brasil. Em outubro, Dia das Crianças,  o museu de gibis realiza atividades recreativas para creches e escolas, com palhaços, escritores, músicos e contadores de histórias. No restante do ano, o local também atende as crianças de escolas públicas e privadas. Mas devemos lembrar que a leitura não está restrita ao público infantil, pois também existe um número considerável de público adulto, principalmente quando falamos da procura por exemplares que são encontrados com mais dificuldade em outros lugares.

Outro projeto legal da Gibiteca  é o Pirlimpimpim, que começou em 1998, com o objetivo de comemorar a Semana da Criança. Devido ao sucesso da iniciativa, o projeto teve continuidade. E, uma vez por semana, a biblioteca receber alunos do jardim ao ensino médio, principalmente da periferia, propondo, com isso, o resgate do hábito de leitura de histórias em quadrinhos, estimulando tanto crianças como adultos.

O sistema de troca de gibis da Gibiteca tem como principal alvo a população que não tem acesso às bancas para compras de gibis. O usuário leva um gibi em ótimo estado de conservação e troca por qualquer outro de lá.

Esse é o tipo de programa que pode e deve ser feito em família, diante da importância da leitura e como a cultura brasileira é forte em termos de literatura. Por que não investir? O espaço é aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A Gibiteca também recebe doações de gibis, desde que estejam em bom estado de conservação. O agendamento de visitas escolares é pelo telefone (62) 3201-4640. Vale a pena conferir!

 

Comentários