623239-1919
6299203-1700

10 dicas para valorizar o seu imóvel para investimento

Quem possui um imóvel para investimento precisa pensar em móveis planejados para maximizar os espaços. Porém, antes de sonhar com armários por todos os cantos, é preciso verificar a idoneidade da empresa contratada, as dimensões de cada ambiente, listar os eletrodomésticos e outros aparelhos eletrônicos, e verificar os pontos hidráulicos e elétricos, para evitar problemas futuros.

Segundo Humberto Furlanetto, Diretor do Grupo Bambuí, que possui uma equipe própria com arquitetos, designers de interiores e técnicos de montagem para dar toda a assistência aos clientes, a escolha da empresa é o primeiro passo para o projeto dar certo.

Vejam as dicas para quem quer utilizar móveis planejados em seu imóvel para investimento:

1. Invista nos planejados para todos ambientes

Hoje, todos os ambientes podem ser feitos com móveis planejados. Neste caso, é importante verificar com a empresa que tipo de material é mais indicado para cada ambiente.

“Outro ponto importante é verificar se a empresa oferecida fornece garantia e de quanto tempo. No caso da Bambuí, como trabalhamos com o segmento de planejados de alto padrão, oferecemos 5 anos de garantia”, afirma Humberto.

2. MDF x MDP

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual material escolher para os móveis planejados, mas o primeiro passo é entender a diferença entre eles. O MDF é feito de placas de madeira coladas umas sobre as outras com resina, e fixadas através de pressão, e suas espessuras variam de 3mm a 60 mm; já o MDP é uma placa de aglomerado constituído de partículas de MDF, fixada em alta pressão, sendo mais sustentável e tão resistente quanto o MDF.

A diferença entre eles é que o MDP, por ser feito de partículas, é mais resistente à água, mas pode ser usado em todos os ambientes. Já o MDF, quando em contato com a água, tende a expandir; no entanto, para acabamentos com laca é mais indicado por não ter porosidades.

3. Espelhos ajudam a decorar e ampliar os ambientes

“Não é novidade que utilizar espelhos dá mais amplitude aos ambientes. Ele dá a sensação de que o ambiente é maior do que aparenta. A dica é usar e abusar dos espelhos em salas, quartos e banheiros. E é bom evitar espelhos na frente de Tvs ou do lado oposto a portas e janelas”, explica Humberto.

4. A Sala

Em um imóvel para investimento, os móveis planejados podem ajudar a criar vários tipos de ambientes: clean, clássico, moderno, aconchegante, além de otimizar os espaços. A sala precisa “conversar”, ou seja, tudo precisa estar em harmonia. Para quem quer algo clean, a dica é apostar em tons mais neutros, cores claras, materiais como laca, sem texturas. Isso abrirá um universo de opções para os itens de decoração. Agora, se a ideia é ter uma sala bastante acolhedora, os tons marrom- acinzentados e amadeirados são ótimas opções.

5. Os Quartos

O quarto do casal é um ambiente que merece dedicação especial. Rico em armários, as portas de correr têm sido bastante usadas para o aproveitamento máximo do espaço. Gavetas internas, sapateiras deslizantes, também são itens bastantes presentes na sua composição. Para quem não abre mão da televisão no quarto, a dica é usar um painel ou utilizar uma das portas do armário para receber o aparelho.

“Já o quarto de um homem solteiro tem algumas particularidades. Muitos apostam em tons mais fechados, de concreto ou aço corten, preto ou azul petróleo. A opção por cores mais escuras ajuda a compor o estilo do ambiente. Enquanto, para as crianças, o ambiente pede tons mais claros, lisos ou amadeirados. A laca traz um charme a mais ao espaço, que pode ter nichos e painéis para ajudar na decoração”, conta o diretor da Bambuí.

6. Liste todos os eletrodomésticos que podem ser utilizados

Antes de definir os armários, principalmente na cozinha, faça o levantamento de tudo o que pode ir na cozinha (fogão, geladeira, micro-ondas, forno, máquina de lavar louças, entre outros) do seu imóvel para investimento, com dimensões e especificações. Baseado nestes itens, os profissionais conseguirão planejar uma cozinha que aproveite bem todos os espaços. Segundo Humberto, uma das tendências deste ambiente é o uso de gavetões, basculantes e da torre quente com forno e micro-ondas. O vidro nas portas também é uma boa opção para aumentar a durabilidade dos móveis, além de ser mais fácil para limpar.

7. No banheiro

Banheiros e lavabos exigem móveis com maior durabilidade. Por isso, opte por materiais que sejam mais resistentes à água. E para aproveitar cada centímetro, seja do lavado ou do banheiro, invista em basculantes e gavetas para não perder espaço por causa do sifão. Armários aéreos (menos profundo) com porta de correr são excelentes para os itens de perfumaria. Para o lavabo, faça móveis com rodízio ou o pranchão (prateleira mais grossa embaixo da bancada).

8. Home Office

Seja para estudar ou trabalhar, este ambiente é um dos espaços que pode se tornar o local de organização da casa. Bancadas, prateleiras, gaveteiros, além de armários, ajudam a trazer funcionalidade para o ambiente. Para não se tornar cansativo, aposte em cores mais frias e mais claras.

9. Cores, texturas, tendências

Como em qualquer projeto de decoração, o cliente deve seguir o estilo que mais se adequa ao seu gosto. “No entanto, se depois de um tempo cansar de um determinado móvel, é possível trocar as frentes de portas e gavetas, alterando o material para vidro, MDF ou MDP, dando uma cara nova ao ambiente”, informa Humberto.

10. Pode mudar?

Ao contrário do que se pensa, é possível sim desmontar e readequar os móveis planejados para outro ambiente, para outro imóvel para investimento. Porém, lembre-se que os móveis foram planejados para valorizar aquele apartamento em específico, ou seja, podem não ficar bem encaixados em outros.

Comentários